jusbrasil.com.br
17 de Dezembro de 2018
    Adicione tópicos

    Quase 200 anos de prisão!

    Espaço Vital
    Publicado por Espaço Vital
    há 13 dias

    Sentença proferida pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, condenou ontem (3), o ex-governador Sérgio Cabral (MDB) a mais 14 anos e 5 meses de prisão, por lavagem de dinheiro. Agora, a pena total do ex-governador é de 197 anos e 9 meses de prisão. Cabral está preso desde novembro de 2016.

    A sentença admitiu provado que Cabral usou empresas de sua ex-mulher, Susana Neves, e de seu irmão Maurício Cabral para lavar dinheiro de propina pago pela empreiteira FW Empreendimentos Imobiliários e Construções em troca da obtenção de contratos com o Governo do Estado do Rio de Janeiro.

    A defesa do ex-governador sustentou – sem êxito - que o dinheiro (R$ 5 milhões) que Cabral recebeu da FW era destinado a financiamento de campanha eleitoral via caixa dois. Mas o empresário Flávio Werneck, o pagador da propina, contou que destinou R$ 15 milhões ao então governador.

    Outros três réus na mesma ação também foram condenados: Susana Neves, 8 anos e 4 meses de prisão; Maurício Cabral, 4 anos e 6 meses de prisão; Flávio Werneck, 8 anos e 4 meses de reclusão. (Proc. nº 0504466-15.2017.4.02.5101).

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)